As medidas incluem redução de taxas, aumento no número de dias para a inauguração da unidade, bônus com produtos, entre outras

 


A crise gerada pelo novo coronavírus também afetou as franquias, mas nem todas reagiram da mesma maneira. Algumas marcas se adaptaram à situação e criaram condições especiais para atrair novos franqueados e continuar a expandir. As medidas incluem redução de taxas, aumento no número de dias para a inauguração da unidade, bônus com produtos, dentre outras.

Na área de estética e saúde bucal, a Odonto Special já assinou três novos contratos. A rede reduziu a taxa de franquia para cidades com até 50 mil habitantes e acima de 150 mil. No primeiro caso, a taxa ficou em R$ 18,9 mil; na segunda modalidade, R$ 38,9 mil. A marca oferece um atendimento completo e personalizado, utilizando equipamentos de última geração para promover mais conforto, qualidade e segurança nos tratamentos. O faturamento médio mensal da unidade é de R$ 150 mil e o prazo de retorno de 18 a 24 meses.

O Instituto Ana Hickmann, rede de escolas profissionalizantes nas áreas de Beleza, Fotografia e Moda Sustentável, também reduziu a taxa de franquia para cidades com até 100 mil habitantes para R$ 39 mil. Até o momento, ganhou duas novas unidades nesta modalidade. A marca conta com os cursos de barbearia, fotografia, design de sobrancelhas, gestão de salão, manicure e pedicure, unhas decoradas, maquiagem, cabeleireiro, moda sustentável e embelezamento do olhar. O faturamento médio mensal é de R$ 110 mil e prazo de retorno de 18 a 24 meses.

Para cidades com até 100 mil habitantes, a Maislaser reduziu a taxa de franquia para R$ 80 mil; acima disso, a taxa ficou em R$ 100 mil. Até o momento, a marca conquistou uma unidade nessa condição. A rede é uma das maiores do Brasil no segmento e utiliza um aparelho moderno, que pode realizar os procedimentos até em peles bronzeadas pelo sol, além de contar com serviços de tratamentos sob medida e protocolos de aplicação exclusivos. A empresária e apresentadora Ana Hickmann é sócia da marca. O faturamento médio mensal da unidade é de R$ 120 mil com prazo de retorno entre 15 a 20 meses. Atualmente a rede possui 74 franquias.

 

Fonte: Gazeta de Brasilia